out
30

O vôlei e o ouro

Publicado às 23:18 6 comentários
ENVIE SEU COMENTÁRIO
X

* campos obrigatórios

  1. Digite os números acima e clique no botão Enviar

  2. AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de Terra Networks Brasil S.A. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Terra Networks Brasil S.A. poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Ivan Pacheco/Terra)

O vôlei brasileiro foi ouro em todas as modalidades (Crédito: Ivan Pacheco/Terra)

Angela Moraes

O nosso país, no quesito vôlei, só deu espetáculo. Tanto de praia, tanto no de quadra, no feminino e masculino. Todos conquistaram a cobiçada medalha de ouro.

Isso é ótimo para o nosso vôlei, pois, como nunca, traz um grande conhecimento, tanto no mercado internacional quanto no nacional. Um ponto muito importante é que, com as vitórias, o vôlei ganha ainda mais projeção e maior divulgação no esporte, onde times e atletas poderão ter um avanço em suas carreiras.

A Seleção já conquistou todos os principais torneios e campeonatos de vôlei do mundo. Jogos Olímpicos (em Barcelona, Atenas, Los Angeles e Pequim), Campeonato Mundial (na Argentina, Japão e Itália) e, claro, nos jogos Pan-Americanos.

Este Pan-Americano 2011 foi de incríveis emoções no vôlei. Quem não se lembra das invencíveis Juliana e Larissa, que passaram por todo o campeonato sem perder um set e na final, numa emocionante virada, conquistaram o ouro contra as mexicanas.

E a vitória do vôlei de quadra feminino com sua doce vingança contra a rivalíssima seleção cubana. Há quatro anos, quando ocorria o Pan no Rio, perdemos em casa. Agora a recompensa veio em ouro.

E também não podemos nos esquecer da coroação do vôlei de praia masculino, comandados por Emanuel e Alison. Um, com uma longa trajetória no vôlei, e outro aprendendo mais ainda com o experiente. Foi assim que a dupla se destacou. E, de quebra, dominaram seus oponentes trazendo o ouro.

E nesse último sábado, com o jogo da Seleção masculina de vôlei de quadra, o destino não poderia ser outro. Os nossos meninos arrasaram, mostrando um voleibol ‘’arte’’ como um quadro de pintura. Eles são ouro!!! Parabéns a todos pela dedicação, esforço e por nos dar o orgulho e sermos brasileiros.

Simplesmente, eu amo o vôlei, o Brasil ama o vôlei e o mundo vai começar a amar o nosso vôlei também.

Comentários

6 comentários Comentar
Visualizando 1-5 de 6
  1. eleusa Postado em: 31 de outubro, às 17:17

    adorei jogo de futebol feminino,ki gracinha delas,foi uma pena elas não terem ganhado.jogaram d+++++shou de bola parabéns!!!!!

  2. Caco Postado em: 31 de outubro, às 14:19

    Interessante

    Não vi Walsh/May, Logam Tom, Hooker, Rogers/Dalhausser, etc… neste campeonato.

  3. Ozan Postado em: 31 de outubro, às 12:19

    Aí Celina,não seja cruel, as seleções foram show!!
    Parabens Brasil!!!!!

  4. Tereza Postado em: 31 de outubro, às 08:36

    Parabens atletas brasileiros que trouxeram as medalhas de ouro, prata e bronze para o Brasil, em especial para o volei de quadra e praia.
    Parabens a todos atletas que participaram desse Panamericano 2011.
    Parabens Angela, Terra,Record!!!
    Foi muita emoção!

  5. claudio Postado em: 31 de outubro, às 08:30

    Celina!Só concordo com vc q nosso líbero Mario Jr. é mesmo ruim! Wallace Martins é fraco e Thiago Alves fez vários aces na final. Vc assistiu ao jogo?

Visualizando 1-5 de 6
Comentar
out
27

“Wallaces” da Seleção podem brilhar no Pan

Publicado às 07:23 6 comentários

Luis Pires/VIPCOMM/Divulgação)

O oposto Wallace é considerado um dos novos da Seleção (Crédito:Luis Pires/VIPCOMM/Divulgação)

Angela Moraes

Com novatos, a Seleção considerada B, também chamada de Seleção dos novos, é umas das grandes favoritas ao título. Mas nem sempre o novo quer dizer inexperiente ou novato. O grupo pode ser jovem no Pan, mas é mais que experiente, pois joga em times brasileiros.

É o caso dos dois opostos: Wallace e Wallace. Mas calma. Pode parecer brincadeira, mas os dois opostos têm o mesmo primeiro nome, e o mais incrível, a mesma posição em quadra.

Um chama Wallace Leandro de Souza. Na temporada da Superliga de 2008/2009, foi eleito o maior pontuador de todo o campeonato, sem contar que também teve o melhor saque da competição.

Wallace, que é natural de São Paulo, é ouvinte assíduo de Racionais MC’s e considerado um dos grandes talentos neste Pan. Suas características marcantes são o seu biotipo leve, mas forte, muita impulsão, sem se esquecer de seu forte ataque. Com certeza evoluirá ainda mais neste Pan.

Uma curiosidade é que, apenas em 2004, ele começou a levar o vôlei a sério, e logo viriam os resultados. Dois anos depois, entrou para o Juvenil do Banespa e na temporada seguinte, já estava na Seleção Brasileira, onde foi campeão mundial juvenil.

Já o outro chama Wallace Jansen De Souza Martins. É um carioca da gema.

O curioso é que seu primeiro contato com algum tipo de esporte foi no atletismo. Começou a jogar vôlei em 1999. Em 2001, ajudou a Seleção Brasileira a conquistar o Campeonato Mundial da Juventude, a FIVB Volleyball Boys. Já jogou na Itália e na Argentina, mas agora está de volta jogando por um time brasileiro, e participará da conquista deste Pan de Guadalajara.

Comentários

6 comentários Comentar
Visualizando 1-5 de 6
  1. Osvaldo alves Postado em: 1 de novembro, às 10:44

    Jogou muito parabens a toda a seleçao masculina de volei http://www.tenisoakley.com.br

  2. Paula Postado em: 31 de outubro, às 11:59

    Os Wallaces são bons, mas prefiro a beleza do Vissoto. A seleção deveria ser Murilo, Giba, Gustavo, Sidão, Vissoto e Bruno (este por falta de um levantador mais bonito). Líbero nem Mario Jr nem Serginho. Para mim, vale mais a beleza que o jogo.

  3. Fernando Postado em: 28 de outubro, às 11:30

    Wallace, do Cruzeiro, impressiona. Na final da Superliga a inexperiência bateu e ele não brilhou tanto. Mas é impressionante como vai lá em cima e crava a bola quase que em linha reta.

    Wallace, do Sesi, é mais rodado e experiente. Pontua muito, chama o jogo, mas sofre uns apagões que só ele.

    É muita gente boa para poucas vagas.

  4. Carlos Postado em: 27 de outubro, às 15:03

    Gostei mais deles dois que do Visotto…

  5. Filomeno Matias Postado em: 27 de outubro, às 11:52

    Realmenteos dois têm potencial para brilhar e dar muitas alegrias para o Brasil. Creio que o Técnico poderia aproveitar mais e melhor o mais-velho… mas quem pode questionar o técnico de um time que ganha?

Visualizando 1-5 de 6
Comentar
out
25

Meninos do vôlei começaram bem o Pan-Americano

Publicado às 11:24 5 comentários

Luiz Pires/ Vipcomm/Divulgação)

O levantador Bruninho é um dos atletas mais experientes desta Seleção (Crédito: Luiz Pires/ Vipcomm/Divulgação)

Angela Moraes

Os meninos do vôlei começaram bem o Pan-Americano, vencendo a estreia por 3 sets a 0. Jogando com a Seleção B, mas com atletas de bastante experiência nacional e internacional (como o meio de rede Gustavo, por exemplo), a Seleção Brasileira não teve dificuldades em vencer a seleção do Canadá.

Gustavo Endres, que já foi bronze, prata e ouro do Pan, poderá somar mais uma medalha na sua lista de títulos nestes Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Ele que foi considerado o melhor bloqueador do Mundial de 1998, da Liga Mundial de 2001 e 2007 e das Olímpiadas de Pequim 2008. Sua presença é muito importante para os novos jogadores desta Seleção.

Além de Gustavo e Bruninho (levantador titular), a seleção vem com o levantador Murilo Radke - Centrais: Eder Carbonera, Mauricio Souza - Opostos: Wallace Martins e Wallace de Souza - Pontas: Thiago Alves, Luiz Felipe, Renato Russomano e Ricardo Lucarelli - Líbero: Mario Junior.

Vamos lá meninos, estamos torcendo por vocês!

Comentários

5 comentários Comentar
Visualizando 1-5 de 5
  1. Osvaldo alves Postado em: 1 de novembro, às 10:45

    Lindo demais valeu apena assistir os jogos do pan http://www.viagragenerico.com.br

  2. Raoni Postado em: 25 de outubro, às 15:03

    Esses caras que estão ganhando milhões no vôlei são medalha de ouro em jogos Olímpicos e estão perdendo as contas dos título que trazem pro Brasil, orgulhando nosso povo e nossa pátria. Divida os 2 milhões do Dante por 13 (inclui 13º), daria menos de R$160,00 por mês. Isso é dinheiro de cachaça pros medalhões do futebol. Ronaldinho Gaúcho ganha 1 milhão por mês, e muito jogador mediano, que nunca foi pra seleção, ganha os tais R$160.000 que o Dante ganha.

  3. Raoni Postado em: 25 de outubro, às 15:02

    Zani, você é um fanfarrão.
    Esses caras que estão ganhando milhões no vôlei são medalha de ouro em jogos Olímpicos e estão perdendo as contas dos título que trazem pro Brasil, orgulhando nosso povo e nossa pátria. Divida os 2 milhões do Dante por 13 (inclui 13º), daria menos de R$160,00 por mês. Isso é dinheiro de cachaça pros medalhões do futebol. Ronaldinho Gaúcho ganha 1 milhão por mês, e muito jogador mediano, que nunca foi pra seleção, ganha os tais R$160.000 que o Dante ganha.

  4. k Postado em: 25 de outubro, às 14:40

    Desculpe Zani, mas discordo plenamente. Um atleta de volei quando está em um clube que não apresenta resultado na temporada, o patrocinador vai embora e o time acaba… Quando um time de futebol acabou por não ganhar titulos??? No futebol o cara fica se recuperando no departamento médico o ano inteiro e quando volta não faz nada, mas continua ganhando milhares de reais até o final do contrato e quando acaba, ainda consegue um ótimo contrato em qualquer outro time mesmo não jogando nada. O Dante é um estrelão da seleção de volei, agora compare o salário dele com um estrelão da seleção de futebol?! Sem comentários

  5. zani Postado em: 25 de outubro, às 14:11

    O pessoal tem bronca dos salarios dos jogadores de futebol, mas vejam o salarios dos jogadores de volei no Brasil.
    Dante (RJX) dois milhões ano
    Giba (sky) um milhão e meio ano
    Ricardinho um milhão ano
    Bruninho 0itocentos mil ano e por ai vai.
    Com a vantagem de não sofrerem pressão, como os jogadores de futebol, que são agredidos por torcedores fanaticos, ter recursos publicos aos clubes por serem chamados de “amadores”.
    É melhor ser jogador de volei, pessoal.

Visualizando 1-5 de 5
Comentar
out
23

Ouro e o vôlei: uma relação “douradora”

Publicado às 11:02 13 comentários

Ivan Pacheco/Reinaldo Marques/Terra)

Até agora, o Brasil conquistou todas as medalhas de ouro no Pan de Guadalajara (Crédito: Ivan Pacheco/Reinaldo Marques/Terra)

Angela Moraes

O Brasil mantém sua hegemonia no vôlei no Pan-Americano, em especial no de praia. O ouro está para o nosso vôlei, como o doce que atrai a abelha. É uma comparação simples, onde um atrai o outro. Vemos que o Brasil tem um forte potencial no vôlei, tanto no de praia quanto no de quadra. E esse potencial não é de hoje.

As nossas queridas do vôlei de quadra feminino, depois de dois vices, mesmo com um acontecimento não programado de um acidente de uma jogadora, voltaram a ser ouro.

Está no sangue do brasileiro, de sempre seguir à frente, não desistir. Mesmo em situações de dificuldade, dá-se o “jeitinho brasileiro” e vencemos qualquer barreira.

Mas sem dúvida, o melhor momento neste Pan de Guadalajara foi o jogo final do vôlei feminino de praia entre Juliana e Larissa e as mexicanas Garcia e Candelas. Houve até um tie break dramático, mas as nossas brasileiras reverteram uma vantagem de 13 a 10. 

Foi a final mais emocionante, muito mais do que os brasileiros esperavam. As brasileiras entraram na quadra invictas na competição. O incrível é que não perderam um set se quer.

Já a nossa dupla masculina no vôlei de praia dominou seus oponentes, ganhando o torneio, e claro, o ouro!

Parece que a areia dourada e ensolarada nos dá força e competência para que os nossos atletas cheguem até a medalha dourada.

Tags:

Comentários

13 comentários Comentar
Visualizando 1-5 de 13
  1. Valente Postado em: 23 de outubro, às 16:56

    Tenho que concordar com a Lipeca… O Ricardinho revolucionou o vôlei, dando mais velocidade aos levantamentos… Na época dele o Brasil era imbatível… Hoje já não é mais assim. Pô Bernardinho, qualquer time do mundo brigaria pra ter um Ricardinho no time, vamos deixar as brigas de lado e pensar no país.

  2. Ricardo Postado em: 23 de outubro, às 16:13

    Otávio, voce nunca foi a uma padaria? e nunca viu as abelhas por cima dos pães-doces? Ou será que é a abelha que atrai o doce? o doce sai do balcão em busca de colméias?

  3. otavio Postado em: 23 de outubro, às 16:04

    desde quando `o doce atrai a abelha`?
    que metafora ridicula, pelo amor de Deus, apaga isso
    ahuuhauhauhahuhau

  4. dona Postado em: 23 de outubro, às 15:18

    Os atletas brasileiros fazem milagres MESMO. Acho que ninguém tem que rclamar de nada, de derrota nenhuma, caso aconteça, os caras ralam pra c*cet* sem apoio nenhum do Brasil e quando chegam lá no podio ainda se orgulham de ser de um país que não dá a mínima pra eles.

  5. Lipeca Postado em: 23 de outubro, às 14:57

    Se o Bernardinho o 2º melhor técnico do mundo é claro 1º e o Zé Roberto ouro masculino e FEMININO,
    não fosse cabeça dura e coloca-se o Ricardinho já ermos bi no masculino e o filho dele seria com certeza o próximo levantador, e teria aprendido muito com o Ricardinho e nos não perderíamos para o EUA
    TA EM TEMPO CABEÇA DURA
    você é bom e esforçado mais esforçado do que bom vai la que seu filho também e bom falta kilometragem e não adianta ele nunca vai ser um Ricardinho mais é o melhor que temos no momento
    Chama o homem que você e seu filho so tem a ganhar

Visualizando 1-5 de 13
Comentar
out
19

Show nas areias

Publicado às 11:29 1 comentário

FIVB/Divulgação)

A dupla Juliana e Larissa deu show na primeira partida do Pan-Americano de Guadalajara (Crédito: FIVB/Divulgação)

Angela Moraes

Juliana e Larissa dão espetáculo nas areias de Puerto Varllarta. Com belas defesas e contra-ataques decisivos em cima das cubanas Onayamis Sinal e Niriam Sinal, a dupla brasileira venceu por 2 sets a 0.

Enquanto isso, Alison e Emanuel não tiveram o mesmo desempenho e perderam por 2 sets a 0. A dupla cubana conseguiu neutralizar o jogo dos brasileiros, tendo uma atuação técnica excelente.

O próximo jogo será contra a dupla da República Dominicana, nesta quarta-feira, às 16h (de Brasília). Vamos acompanhar e torcer por Alison e Emanuel.

Comentários

1 comentário Comentar
Visualizando 1-1 de 1
  1. Cristina Postado em: 19 de outubro, às 13:59

    Ambem. igos, gostaria muito de assistir ao vivo volei de areia,o por que nao colocam pra nos brasileiros torcer por esses atletas tbem.

Visualizando 1-1 de 1
Comentar
out
14

Conheça o colorido da tecnologia nas quadras

Publicado às 08:19 8 comentários

Mauricio Kaye)

Os atletas brasileiros do vôlei também utilizarão as bandagens em Guadalajara (Crédito: Mauricio Kaye)

Angela Moraes

Nos Jogos Pan-Americanos de 2011, em Guadalajara, além de uniformes com as cores das bandeiras dos países, também terão faixas para dar ainda mais colorido.

Estamos falando da bandagem elástica adesiva aplicada na pele e que atualmente a maioria dos atletas usam.

Funciona como um método de fisioterapia e recuperação do músculo, tudo natural, sem química. Tecnologia científica a favor do esporte.

Na foto, o fisioterapeuta Mark Adrian Hudson (do vôlei de praia brasileiro) está aplicando a bandagem em nossos jogadores Alison, Juliana e Emanuel.

Você sabia?
A técnica foi criada por um japonês na década de 70 e vem sendo utilizada por fisioterapeutas no esporte. Estas bandagens elásticas não contem medicação e conseguem reduzir, ou até mesmo acabar, com a dor por ação mecânica. Sua primeira aparição no esporte foi nos Jogos Olímpicos de Seul, em 1988, na equipe de vôlei do Japão. Já o “boom” desses coloridos esparadrapos foi nas Olímpiadas de Pequim 2008.

Comentários

8 comentários Comentar
Visualizando 1-5 de 8
  1. Paula Tejano Postado em: 21 de março, às 01:55

    Jabá bruto, hein?

  2. andreia Postado em: 18 de outubro, às 22:22

    o Brasil ta dando um show,,nosso volei é o melhor..

  3. carlos sabetube Postado em: 17 de outubro, às 18:33

    muito boa materia. eu recomendo essa bandagem. um amigo meu recomendou essa bandagem e eu aprovo e assino em baixo. muito boa a tecnologia, e o melhor é natural. vale a pena.

  4. carlor sabetube Postado em: 17 de outubro, às 18:32

    adorei a materia angela. um amigo meu esportista me recomendou essa bandagem… alta tecnologia e muito eficiente.

  5. Pâmela Postado em: 15 de outubro, às 23:22

    No Japão o kinesio é muito usado por todas as categorias. E realmente ajuda bastante aos atletas!

Visualizando 1-5 de 8
Comentar
out
11

Vamos torcer juntos pelo vôlei brasileiro!

Publicado às 10:04 11 comentários
Angela Moraes

 

Angela Moraes é atleta do vôlei de praia e de quadra

Angela Moraes é atleta do vôlei de praia e de quadra (Crédito: Divulgação)

Olá internauta, sou Angela Moraes, jogadora de vôlei de quadra e areia, e estarei fazendo os comentários de vôlei de praia feminino e masculino.

No blog estaremos trazendo informações, curiosidade e  bastidores, tudo que diz respeito ao vôlei e a nossos atletas. Estaremos ‘‘aqui’’ no Portal Terra  acompanhando o Pan, e na torcida pela conquista do  ouro.

Faltam menos de 4 dias, para  o início  dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara 2011.

Vamos lá Brasil.

Tags:

Comentários

11 comentários Comentar
Visualizando 1-5 de 11
  1. Edson Ribeiro Postado em: 25 de fevereiro, às 13:29

    Ola minha querida, a muito que gostaria de saber o seu paradeiro…e sinto muito vc nao esta nas quadras defendendo o minhas que tanto gritei “ah é superangelaaa” um grande beijo e muita sorte em sua caminhada.

  2. Erica Mary Froeming Postado em: 18 de outubro, às 21:47

    Angela eu gostei desse blog porque assim posso acompanhar e entender mais do voleibol um beijo.

  3. LUCAS LEAL Postado em: 16 de outubro, às 11:08

    POIS é PARABENS PELO TRABALHO ANGELA SUCESSOS,A GALERA NUNCA VAI ESQUECER AQUELAS CHINAS QUE VC BATIAM QUE ERAM AS MAIS RAPIDAS E VC APESAR DE NAO SER ALTISSIMA PEGAVA A BOLA REALMENTE Là NO ALTO ABRAçOS!

  4. Mariana Barbará Postado em: 14 de outubro, às 18:15

    Oi Angela, Parabens pelo seu trabalho!!! Estarei aqui acompanhando!! Muita sorte!!! Bjão Mari

  5. Luciana Postado em: 14 de outubro, às 13:22

    Oi Angela, td bem? Legal sua iniciativa, vamos nessa Brasil…. Ah vc talvez nem se lembre mas treinamos juntas em sto andré no Ocara…. acho q em 93, 94 não sei ao certo….. Beijos sou sua fã…

Visualizando 1-5 de 11
Comentar

  • Perfil

    Ângela Moraes é uma ex-central da Seleção Brasileira de vôlei, foi vice-campeã do Grand Prix em 1995 e terceira colocada na Copa do Mundo em 1999. A atleta também atuou por diversos clubes brasileiros e conquistou a Superliga na temporada 2001/2002. Em paralelo às quadras, Ângela sempre jogou também o vôlei de praia, atividade a qual hoje se dedica exclusivamente, disputando campeonatos pela Europa.